Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escavando em mim meus verdes raríssimos

Sob esta árvore velha
castigada pela seca
cujos galhos são esqueletos
a areia dos dias
chove fina em meus pensamentos.

Num ponto qualquer da paisagem
ouso-me chorar
uma neblina ácida.

Folhas secas caem da velha árvore
e se misturam as minhas.

Conferindo uma a uma
as velhas folhas
soube da árvore o que de mim não sabia
e compreendendo melhor a velha árvore
me vi ingrato com a vida...

ULISSES de ABREU
Enviado por ULISSES de ABREU em 25/11/2006
Código do texto: T300905

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite nome do autor e endereço para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ULISSES de ABREU
Viçosa - Minas Gerais - Brasil
608 textos (207329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 09:59)
ULISSES de ABREU