Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pobre é quem não sabe amar!



25.11.06


Pobre é aquele que não tem riqueza,
E não há no mundo riqueza maior do que amar
Quem ama vive pleno e satisfeito,
Sente prazer em tudo doar

Quem pode doar é rico
Pois tem além do que necessita, para dar
E o Amor, como é dom divino,
Tende com isso a se multiplicar

Quem ama vê a vida em cores vivas
Ouve uma melodia interna maravilhosa
Sente o calor de estar plenamente vivo
E tudo é delícia, a vida é mais saborosa

Nada se compara à riqueza
Daquele que sabe amar
Pois tem em tudo, a todo instante,
O melhor que a Vida pode ofertar

Pobre daquele que pensa que amar é trocar...
Isso não é amar, mas negociar!
Quem ama de fato apenas doa
O que tem de melhor em si para dar

E nisso não perde nunca
Pois a Lei é plantar e colher
Quer ser amado? Ame!
E espere a colheita crescer

Há quem queira ser amado
Mas não quer nada doar
Com medo de se ferir,
Temendo sofrer e se magoar

Só tememos o que não conhecemos
O medo impede, nos castra e tudo aumenta
Será então que tem esses medos
Nunca amou de verdade, só ilusões inventa?

Há quem pense que amar é sofrer
Outros, que o Amor não existe de fato
O Amor é nossa verdadeira essência
E a Vida, seu maior e grande ato!

Não há vida sem Amor, nada nasce,
E tudo morre sem seu toque
Seja planta, animal ou gente,
O Amor é sempre o enfoque

Quer encontrar o seu par?
Quer viver um grande romance?
Aprenda primeiro a se amar,
E conhecer o amor em todo o seu alcance

Nunca se prive de amar
Acredite, se quiser encontrar
Não tente esquecer um amor
Agradeça por tudo o que for

Viva e ame intensamente,
Sem limites nem medo de se atirar
Como pode chegar às nuvens
Quem se recusa a voar?

Sinta-se pleno, feliz, contente
Tenha saudades, chore, grite
Seja criança, mostre a língua, sapateie,
Seja honesto e sincero consigo, não tenha limites!

Tente aprender a ouvir a voz do coração
Que por tanto tempo quisemos deixar calados
“Utopia, ilusão, o coração se engana”
A quantas mentiras fomos ensinados!

Só quem ama verdadeiramente é rico
As riquezas são tantas, que não há como mensurar
Tem esse uma vida completa, prazerosa e edificante
Pobre de quem não sabe amar...


Edilene Barroso
Enviado por Edilene Barroso em 26/11/2006
Código do texto: T301588

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edilene Barroso
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
192 textos (21461 leituras)
12 áudios (4784 audições)
5 e-livros (337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:22)
Edilene Barroso