Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ARDOR DOS ANSEIOS

Esta noite quando despertei de madrugada
Meus versos estavam sangrando
Misturando-se com as lágrimas que eu estava chorando
A minh’alma tentava gritar e permanecia calada

Sofrendo sozinha por toda noite magoada
Meus olhos tristes se afligem te esperando
Talvez porque em outras noites sonhei que você estava chegando
Esperei... Esperei e não foi nada.

De tanto esperar-te seca-me a boca sem saliva
E eu como um barco à deriva
Navego neste mar de ilusão

Com o corpo ardendo nas chamas dos anseios
Lembrando-me da última vez que encostei em teus seios
Porém sem conseguir colocar-te em meu coração.

Escritor e Mestre Jailson Santos
Jailson Santos
Enviado por Jailson Santos em 27/11/2006
Código do texto: T302460

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jailson Santos
Salvador - Bahia - Brasil
46 textos (2390 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:35)
Jailson Santos