Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ROSA SIDERAL.

 

 

 

 

No céu cinzano deste poeta

Nasceu uma flor de estrela

Que de mansinho se projeta

Ao longe sem ao menos tê-la.

 

 

És a minha linda do céu

Rompes o dia em ouro

Em halo azul de luz e mel

Com o teu sorriso duradouro.

 

 

A brilhar intermitente

De argêntea cor estelar

Siderada és simplesmente.

 

 

Em tua forma espectral

Rara menina, rara flor

Deste poeta TU ÉS ROSA SIDERAL.

 

Eráclito Alírio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eráclito Alírio da silveira
Enviado por Eráclito Alírio da silveira em 27/11/2006
Código do texto: T302638
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eráclito Alírio da silveira
Imaruí - Santa Catarina - Brasil, 74 anos
889 textos (135222 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:34)
Eráclito Alírio da silveira