Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Valsa vazia

Valsa vazia

 
Maria Nogueira Martinelli (Sapeka)

 
 
Minha alma vaga aflita numa valsa vazia
 
Que o brilho da melodia não mais ofusca
 
Em acordes num mesmo tom sempre busca
 
falsetes que tira o som da voz muda do dia
 
 
 
A alma valsa em vazios na noite de solidão
 
Nos acordes arrancados em confusa sintonia
 
E passos contracenando em perfeita simetria
 
Com vazio bailado triste valsando a emoção
 
 
 
Minha solidão valsa a alma dessa sangria
 
Na triste balada vozeando total comunhão
 
chorando um vazio nas notas dessa canção
 
ofuscando a melodia que outrora eu sentia
 
 
 
E é nessa mesma valsa sempre constante
 
Em passos ensaiados em silhuetas difusas
 
Tropeço em compassos de notas confusas
 
De valsa vazia em som que ouço distante

28/11/2006

 
Sapeka
Enviado por Sapeka em 28/11/2006
Código do texto: T303944
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sapeka
Santos - São Paulo - Brasil
122 textos (5166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 03:07)
Sapeka