Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que farei...

Que farei sem a tua sublime presença
Como viver longe de tua face sorridente
Dize-me que pelo telefone mataremos a saudade
Mas, posso te dizer com seriedade
Que somente isso não me deixa contente
Pois, quero deixar-te um amor como herança.

Herança que jurei te dar além de toda instrução
Em toda a longura dos meus dias breves
Fazer-te continuamente feliz, pela eternidade
Então penso no choro do meu coração
Que triste, mais do que te parece
Ditará o fim de toda e plena cumplicidade

Preciso sentir o teu cheiro fragrante
Beber tua saliva num belo beijo
Sentir tua pele macia em minhas mãos
Ver-te bela, plena e sorridente
Fazer minha vida completa, inteiro
Em fim, sentir-te de pleno coração

Mas, se achas que ficar longe é a solução
Para tua vida, saúde e família em par
E que até para teu coração, testar
Não posso interferir em tua decisão
Assim o que me resta é te apoiar
Em plenitude de coração...


Para Minha Querida Rosa-Flor

Por mais que doa muito
Por mais que seja insuportável tal dor
Te apoiarei, sem cobrar nada depois
Nem que se prenda a uma promessa, e por apenas
Um censo de obrigação voltar para mim
Mas, uma coisa te peço: que voltes para mim,
Se assim for o teu amor e tua vontade.
Paulo Poeta
Enviado por Paulo Poeta em 28/11/2006
Código do texto: T304005
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Poeta
Goiana - Pernambuco - Brasil, 38 anos
73 textos (2821 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 01:57)
Paulo Poeta