Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amo-te à revelia

Amo-te à revelia
busco-te inconscientemente
dentro de mim
Como se fosse
achar uma solução
Que remediasse
a dor que sinto
e reparasse essa
noção de perda
que há entre nós
O meu silêncio
não pode ser contido
por isso grito
e clamo ao amor
nesse abandono
efêmero que tenho
em meu isolamento
diário busco nas
palavras um consolo
para continuar a
viver estou muito
além da felicidade
tão sonhada tudo é
traduzível numa
frustração continua
que leva ao sentimento
da solidão inquietando
o espírito com
a falta que você
faz em minha vida
na incerteza de sua volta
corro contra o infinito
do esquecimento
até mesmo a razão
que me rege e me domina
fracassa nessas horas
incertas longe de ti...
Amado Portti
Enviado por Amado Portti em 28/11/2006
Reeditado em 28/11/2006
Código do texto: T304118
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Arcanjo Miguel). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Amado Portti
Porciúncula - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
698 textos (46598 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:04)
Amado Portti