Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA ESTRELINHA TRAVESSA

UMA ESTRELINHA TRAVESSA.




Para o Guilherme.



Eu juro que ontem eu vi,
Bem pertinho do infinito,
Uma estrelinha solitária,
Distante das demais grandalhonas.
Brincava e fremia constantemente,
Talvez de frio, coitadinha!
Eis que passa rasgando um cometa,
Cabeçudo que voava muito ligeiro,
Deixando um rastro em brasas,
Um rabo de ouro, feito de fogo.
A estrelinha não pensou duas vezes:
Tomou carona no rabo quente.
Agora não tremia de calor ardia.
E assim deram mil voltas,
Ao redor de cem planetas.
Vi depois bem lá no horizonte,
Se esfregando nas montanhas,
Uma estrelinha fazendo piruetas.
Brincando, cintilando de novo sozinha,
Fazendo festas e mil caretas.
Era o Guilherme que apeava,
Do cavalo alado o seu cometa.

Eráclito Alírio


Eráclito Alírio da silveira
Enviado por Eráclito Alírio da silveira em 29/11/2006
Código do texto: T304461
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eráclito Alírio da silveira
Imaruí - Santa Catarina - Brasil, 74 anos
889 textos (135227 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 12:14)
Eráclito Alírio da silveira