Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amor e o medo...

Um coração emotivo, uma certeza no olhar...
Pairando leve, sensível, como as ondas calmas do mar;
De repente, o sol faz-se poente, o vento contínuo, quente...
E começa a esfriar como quem fica mais forte,
Um temporal a desaguar...
É assim um grande amor, quando o medo vem a dominar...
Domina o peito, a alma, e no que pode vir a se tornar?
Apenas um breve lamento, de um dia quase querer amar.
Para sempre um (a) querido (a) que sempre jurou gostar...
O medo devasta tudo, o sentimento, o amor,
O prazer de amar alguém e de sentir o seu ardor,
De cheirar a rosa, linda flor,
Sensível pétala!!!
A tristeza habita na mente de quem passou tal temporal
Como uma pesada nuvem de lamento de onde reside e como tal,
A vida que vai passando, o silêncio,
Da espera que em vão se travou,
A luta árdua e sincera para viver um grande amor
E tudo se torna ruína quando o vento separou
O fio da restante vida que no fim de tudo desaguou
É assim o amor que se torna medo no coração de quem nunca amou...
Paulo Poeta
Enviado por Paulo Poeta em 29/11/2006
Código do texto: T304713
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Poeta
Goiana - Pernambuco - Brasil, 38 anos
73 textos (2821 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:34)
Paulo Poeta