Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Foi só uma palavra...


Uma palavra, foi só uma palavra
E meu coração arrebentou... explodiu...
Despencou no vazio, no inferno da dor,
Só uma palavra ficou a bailar na noite...
Como faca afiada, a mágoa doendo,
Cortando meu ser inteiro...
Algo quebrou em mim... como
Um cristal que não cola...
Só me restou virar as costas e ir embora...
Sua palavra ecoando em meus ouvidos...
Mentirosa, mentirosa... é o que sou agora...
Essa dor imensa jamais irá passar,
Ainda que me esconda, ainda que me enterre
Nessa estrada horrenda e sem volta...
Não mais quero vê-lo, essa ferida
Não cicatriza, não sara... a dor na pára...
Nunca mais você ouvirá minha voz,
As doces palavras que usei...
O carinho que lhe dediquei...
Minha estrada é só de ida....
Nunca mais o amor, risos na madrugada...
Dói muito saber o que pensa de mim...
Assim sendo... estou partindo,
Mesmo sem vida,  mesmo sendo o meu fim...
De que adianta saber agora que você chora...
Que me ama, que gosta  de mim...
Sua palavra está nos meus ouvidos...
Mentirosa!
Quer saber o que penso de verdade?
Você nunca gostou de mim!
Assim se foi na poeira da estrada
Uma bela ilusão que chegou ao fim....
Mary Trujillo
Mary Trujillo
Enviado por Mary Trujillo em 03/07/2005
Código do texto: T30535

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mary Trujillo
São Paulo - São Paulo - Brasil
387 textos (25776 leituras)
41 áudios (1840 audições)
8 e-livros (1171 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:13)
Mary Trujillo