Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Simplesmente

O amor talvez é uma flecha
Atirada à distância
O amor pode até ferir você
Mas trás sempre a esperança
E quando estiver cansado
De injustiças enfrentar
O amor te ajuda a caminhar

O amor talvez é um sorriso
Dado a alguém
O mais lindo e mais complexo
Inigualável e sem desdém
E mesmo sem você querer
Ele se desfaz
Nos seus sonhos sempre vivo ficarás

O amor quem sabe é como o medo
Que talvez aperte o coração
Não saber a escolha certa
Ficar sem solução
Tem gente que não quer amar
Por medo de sonhar
Existe até quem tenta fugir
Para não ter que assumir

O amor talvez não faça
Sua vida melhorar
Mas enobrece e faz melhor
Basta acreditar
E se eu viver eternamente
Pelo menos todos os dias vou lembrar
Você é quem sempre vou amar
Guilherme dos Anjos
Enviado por Guilherme dos Anjos em 30/11/2006
Código do texto: T306008
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Guilherme dos Anjos
Curitiba - Paraná - Brasil, 32 anos
76 textos (14093 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:11)
Guilherme dos Anjos