Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MUSO DA POETISA

Diógenes Davanzo®

 
Bem atrás daquela linda montanha
Ali, bem ali, teu muso amado está a tua espera
Seus verdes olhos brilham como nunca
 
Vá correndo de encontro a ele
O tempo é cruel e não para
 
Acabe logo com esta agonia
E teus dias triste e em solidão
Irão embora para sempre
 
Construa já a tua fortaleza
Onde o teu amanhecer e o teu entardecer
Seja tua alegria de vida tão sonhada
 
Teu muso em carne e osso
Alegre e confiante te deseja demais
Para viver contigo o resto de teus dias
Na esperança total de tempos melhores
Na alegria, na tristeza ou na dor
Mas com certeza com muito amor
Vá logo, não espere mais...
 
Acorde para vida
Desperte para um novo amanhã
Viva a realidade de teus vivos escritos
Ainda nesta vida, hoje mesmo
 
Sinta a essência desse teu amor
Desabroche essa linda flor que tu és
 
Abra teu sorriso para o mundo
Mostre este teu maravilhoso jardim
Plante nele só o amor
E colha as mais lindas e viçosas flores
Colha a esperança, a alegria
E vida em abundância
Porém tudo com muita fé
 
Teu muso ama demais
A maravilhosa poetisa que és
 
Por favor dê uma chance pra si mesma
Não deixe mais que  tua alma chore
 
 
29.10.06
17h18
São Paulo - SP
Diógenes Davanzo
Enviado por Diógenes Davanzo em 02/12/2006
Reeditado em 02/12/2006
Código do texto: T307749
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diógenes Davanzo
São Paulo - São Paulo - Brasil
107 textos (6209 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 05:38)
Diógenes Davanzo