Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PULSO CORTADO

 Meu sangue está escorrendo
 e você não parece se importar
 estou já morrendo
 mas você insiste em me humilhar
 Minhas vistas já escuras
 esvaindo pouco-a-pouco
 você expressa frases duras...
 diz que sou maníaco, que sou louco
 Mas não procura entender
 nem tão pouco me ajudar
 estou prestes a morrer
 e tudo por te amar...
 Não tenho mais saída,
 perdi até a vontade
 amor da minha morta vida
 pra você fica a saudade!
 O meu corpo está pálido e gelado
 e para meus pulsos o sangue não vai mais voltar...
 não estou preocupado, tanta dor logo, logo vai passar,
 chega a hora, devo ir em bora
 mas saiba, te amei muito até agora.
 Não estou mais enxergando
 e meu corpo não suporta tanto amor
 mesmo assim morro te amando
 cena final do meu filme de terror!
Donatello Abrantes
Enviado por Donatello Abrantes em 02/12/2006
Código do texto: T307972
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Donatello Abrantes
União da Vitória - Paraná - Brasil, 30 anos
37 textos (3002 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 03:35)