Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOCORRO

O MANTO DA NOITE COBRE MEUS OLHOS
NEM SEI MAIS COMO É A LUZ DO DIA
MINHAS ESTAÇÕES NÃO SÃO MAIS AS MESMAS
AGORA SÓ O INVERNO ME  FAZ COMPANIA
NÃO SEI QUAL FOI MEU CRIME
MAS CONHEÇO MEU ALGOZ
VIVO MOVIDA POR SONHOS
QUE NEM AUMENOS ALMEJO REALIZAR
A DIGNIDADE AINDA ME RESTA
MAIS AGORA EU SÓ QUERO AMAR
SERÁ QUE É PEDIR MUITO
TER ALQUEM PARA COMPLETAR
QUERO DEIXAR DE VER O ESCURO
PRECISO COMEÇAR A SONHAR
NÃO POSSO VIVER ASSIM
SEM QUERER ACORADAR
O DIA ME TRAZ A MÁGOA
DE UM VIVER SOLITÁRIO
NINQUEM PODE ENTENDER A DOR
DE UMA AUSENCIA QUE NUNCA DEIXOU DE SER
AGORA SIGO TENTO VIVER
PEÇO A DEUS PIEDADE POIS PRECISO VIVER!
RENATA NEVES
Enviado por RENATA NEVES em 11/07/2005
Código do texto: T32860

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
RENATA NEVES
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
46 textos (13075 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:12)
RENATA NEVES