Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canta rio, cantam grilos...

Canta rio, cantam grilos
na escuridão da noite
as estrelas são vidrilhos
um convite ao delírio.

E a gente passa a amar
o que o mundo não consegue
enxergar em noites claras;

Noite raras como estas
violões, então serestas,
a cantar enluarada...

O orvalho cai na estrada
rega pastos e florestas
como o quarto madrugada
silencia a nossa festa.

(Schocair e Tangerini)
Nel de Moraes
Enviado por Nel de Moraes em 11/07/2005
Reeditado em 01/08/2005
Código do texto: T32989

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.neldemoraes.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nel de Moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
407 textos (351722 leituras)
2 e-livros (297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:44)
Nel de Moraes