Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONFISSÕES INCONSEQÜENTES

Senti o peso nos ombros
erguidos sobre os escombros
de uma alma que não tenho...

Senti que eras sincera
e felizes, quem me dera,
do esquecimento me venho...

Meu amor vaga sozinho
nas asas do passarinho,
no veneno da serpente...

No mundo sou derradeiro,
luto tanto, sou guerreiro
com arma mais repelente...

Mas... Quem disse que sou forte?
Sou muito fraco e sem sorte,
e totalmente inseguro...

Sinto medo do presente,
do passado inconseqüente,
sementes do meu futuro...
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 14/07/2005
Reeditado em 03/09/2005
Código do texto: T34091

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272417 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:27)
Ricardo De Benedictis