Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO DEMORES...

Não demores...

Tudo combinado, não a mais o que falar.
Não jurei AMOR eterno, quis me saciar.
Aconchegar a astúcia, que sabes muito me dar!
Acalanto de macho,fazendo fêmea vibrar....

Meus olhos nos seus olhos, começo a desafinar.
Afinas este piano que tão bem sabe tocar.
Dedilhar-me por inteiro só você sabe AMAR
Aguçar meus sentidos fazendo corpo  bailar.

Lábios umedecidos, coitos gemidos;
Ousadia no beijar. És mestre neste ofício,
 Porque me fazer esperar? Assinar papel
aliança nem pensar, amante preciso...

Volúpia estonteante... Desejo seu corpo amante
a me alucinar, sentindo cheiro de macho,
Saciando a desvairo, no corpo bolinado.
Quero-te de joelhos pedindo ser dominado...

Cavalgar na luxuria, servo sendo usado,
Delirar o corpo que arde na insanidade de AMAR.
Ascendendo labaredas o corpo saciar.
 eclodir um gozo espaçado, afinações dissonantes,
 no teclar piano...

Sabes ser objeto, esse é meu jeito de AMAR!
Como quero... És o prazer, que não devo pagar.
Foi isso que combinamos, você foi apaixonar.
Harmonia nos sons, hora desafinada. Não demores...

Deth Haak
21/06/2005
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 15/07/2005
Código do texto: T34521
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65372 leituras)
50 áudios (9722 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:35)
Deth Haak