Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MIRAGEM

quando a noite já descia
     e o sol adormecia
          soprou-me uma brisa suave
               mista de sol e de mar
                    veio uma fresta ligeira
                            uma réstia, um dedal
                                    me fazendo abrir os olhos
                          e ver, ali em minha frente
                 você: inteiro, intenso... meu alvoroço
           sorrindo como nunca, abrigo do meu ego
      atrevido, como sempre, a me destinar
                     sorrisos marotos,
                            traçados naquele canto da boca
                                  de me fazer sonhar...
                    quando meus olhos, já cansados
                         de tanto procurar
                             e meu sorriso, tolo,
                                 adormecido e pobre, na
                                         falta do teu olhar,
                                              eu vi uma fresta nova no céu
                                                  a lamparina encharcada de óleo
                                              um novo clarão em meus olhos
                                        surgiu você....
Lili Maia
Enviado por Lili Maia em 15/07/2005
Código do texto: T34693

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lili Maia
Curitiba - Paraná - Brasil
484 textos (66677 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:41)
Lili Maia