Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA DA DESPEDIDA

Um dia, quando fores bem velhinha,
quando a nostalgia chega na alma e se aninha,
lerás estes versos meus...
Lembrarás, então, das cantigas distantes,
dos lugares errantes,
deste entristecido adeus...

Um dia, quando a saudade te apertar o peito,
quando sentires que a vida é sonho desfeito,
lerás esses cantos que são teus...
Lembrarás, então, daquelas noites de luar,
das estrelas andando sobre o mar,
deste amargurado adeus...

Um dia, quando souberes que eu parti,
estejas certa que os momentos que eu vivi,
estão contidos nestes pobres versos meus...
Abra, então, teu coração enternecido,
abriga os sonhos de um poeta entristecido,
que num lamento um dia te disse ADEUS!
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 17/07/2005
Código do texto: T35161

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
492 textos (66283 leituras)
11 áudios (2996 audições)
1 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:49)
Nelson de Medeiros

Site do Escritor