Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0364 - Caminhando entre pêlos


 
Como se flutuasse em uma sombra vazia,
transformo teus cheiros em meu desejo,
ainda que não peças para amar, te amo,
faço amor como que em um sonho,
embriagado pelo vinho do teu gozo.
 
Deslizo entre fios com as cores dos meus pecados,
molho com saliva até a última ponta,
atravessando a pelve,
escondo-me entre a língua e os lábios,
com esta essência fazemos sonhos, meu e teu.
 
Em um movimento lento,
entro inteiro forçando minha passagem.
Na umidade do outro sexo antes adormecido,
faço a pele queimar até às bordas da loucura,
enquanto imagens mudas se refletem nos rostos.
 
Exposta apenas uma estranha misturas de fios,
um falso descolorado feito pelo prazer,
suores e sêmen grudados em corpos apaixonados,
fixam como se plantassem árvores pontiagudas,
atravessando pedaços das peles extasiadas.
 
18/07/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 18/07/2005
Código do texto: T35482
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116240 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:59)
Caio Lucas