Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PLÁGIO (VERSÃO II)


Quem ousa me plagiar
e querer te amar também
você pode até tentar
mas não vai achar ninguém.

Amar tão sinceramente
com uma maor tão intenso
so sendo um homem demente
ou extremamente pretenso.

Por que meu amor é imenso
em todo detalhe criado,
Por isso é que eu penso
que nunca serei plagiado.

Quem imite minhas poesias
pode até ser achado...
mas que saiba recita-las
como o mesmo tom apaixonado...

que te perscrute com a língua
com o mesmo desejo ardente
nem mesmo se Deus Erus
te quisesse loucamente

Não queira achar um plagista
pra ficar no meu lugar...
se não, voltas arrependida
e eu não vou te aceitar..
Negro arcanjo
Enviado por Negro arcanjo em 19/07/2005
Código do texto: T35701

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Negro arcanjo
São Paulo - São Paulo - Brasil, 49 anos
95 textos (6549 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:47)
Negro arcanjo