Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0375 - Assim que te amo


 
Meu amor não é como uma oração que salva,
preciso do sorriso implacável d'outra boca,
do carinho que faz falta para queimar a pele,
como um eixo que move os olhos quando sem brilho,
preciso do abusado afago que deixo entre tuas coxas.
 
Meu amor é injusto, me faz servo,
retoca minha alma como maquiagem nova,
deixa-me pobre quando a noite cai sem um carinho,
tirano quando tua paixão não fica exposta a minha,
autoritário e ridículo querendo te ter como escrava.
 
Deprecias-me, diz-me que não sou tão normal,
que teu amor ainda pode mudar meu jeito,
tenho leis e regras, todas mutáveis, só por ti,
tenho um sorriso egoísta quando desdenho de longe,
tenho vida quando amo, apenas quando te amo...
 
24/07/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 24/07/2005
Código do texto: T37215
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116244 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:37)
Caio Lucas