Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHOS PERDIDOS

A minha irmã Olga Benedictis, com carinho

Os prazeres desta vida
superam todos os bens
Que pensamento suicida
no transbordar dos meus gens...

Penso na mulher amada
e recordo seus gemidos...
"De que serve uma rede armada
com tantos sonhos perdidos"...

Eu sinto tanta saudade
do tempo que já passou
da minha velha cidade
onde o passado ficou.

Lembro a linda namorada,
nossos beijos escondidos...
"De que serve uma rede armada
com tantos sonhos perdidos"...

Recordo os meus vinte anos,
o meu tempo de rapaz
as brigas, os desenganos
que ficaram para trás...

A minha vista cansada
aguçando os meus sentidos...
"De que serve uma rede armada
com tantos sonhos perdidos"...

Já sumiram na poeira
os meus maiores desejos,
já não durmo em tua esteira
nem espero mais teus beijos,

Não canto mais na sacada
nossos momentos queridos...
"De que serve uma rede armada
com tantos sonhos perdidos"...

Já não fico na janela
pensando ouvir os teus passos,
já não és mais a donzela
nem mereço os teus abraços...

Não devemos sentir nada
pelos instantes vividos...
"De que serve uma rede armada
com tantos sonhos perdidos"...

Sinto angústia e solidão,
mas sempre com a casa cheia
dentro do meu coração
há tristeza, volta e meia ...

Te vejo assim, nesta estrada.
Olhos tristes, esquecidos...
"De que serve uma rede armada
com tantos sonhos perdidos".
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 24/07/2005
Código do texto: T37256

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272480 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:40)
Ricardo De Benedictis