Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pedaços Colados de Nós

Em tantas manhãs
De tantos nãos
Pelos tempos afãs
De onde virá finalmente?
Quem cativa em sua mente?

Nas tardes após brigas
Remendo bilhetes e cartas
Papéis que por minutos não fizeram sentido
E por dias me encantaram

Em tantas noites
Vendo as horas passarem
Louca para ouvir ao menos tua voz
Colando os papéis,
Os pedaços de nós
Para de manhã eu rasgar tudo outra vez

Da minha janela olho a rua
Só vejo as pedras da calçada
E seus pés não estão lá
Vindo me amar

Onde estão as nossas fotografias?
Recortasse meus rostos
Deixasse apenas os seus
Mas os seus não fazem sentido sem os meus
Não diga ainda que meus olhos não fazem mais parte dos seus

De volta a manhã que nos perdemos
E foram tantas manhãs como essa que encontrei você e ao mesmo tempo perdi

De volta aos recomeços
Agora junto os bilhetes colados
As suas roupas que tirei do armário
Coloco tudo no lugar
Esperando você chegar
Priscilia Nascimento
Enviado por Priscilia Nascimento em 28/07/2005
Código do texto: T38409
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscilia Nascimento
Recife - Pernambuco - Brasil, 35 anos
222 textos (24432 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:39)
Priscilia Nascimento