Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao meu homem...

Ao meu homem amado
Nas noites quentes de verão
Onde as aguas correm incontrolaveis como as nossas emoções
Minhas mãos tocam teu corpo,deslizam no teu bem querer
Fazendo-me ver o quanto teu desejo pulsa de encontro a flor entreaberta e perfumada, que espera ser amada, que te espera com paixão....


Da volúpia que teu beijo espalha por minhas entranhas
Faço-me fêmea em pleno cio,exalo meu suave odor animal sou tua fera aprisionada, que olha nos olhos o seu captor.
Quero-te a alisar meu pelo arrepiado
Te arranhar com garras afiadas
Miar em teus ouvidos como gata amansada
Explodir em tuas mãos
Alcançar a liberdade sonhada

Te prender entre minhas pernas como numa cilada
Te guardar na mesma jaula onde fui aprisionada
Te dar meu gozo, trocar fluidos alucinógenos
Te deixar viciado, nesta fonte de amor.

Ao meu homem....
De todos os prazeres terrenos não quero privar
Voa, teu voo sem direcção
Pois teu destino foi traçado
Teu karma confirmado, no dia de nossa criação.

Escolhemos ser divididos
Para mais uma vez sermos unidos
Nestes momentos de paixão
Onde teu coração pela metade
Se une ao meu na vontade
Que chegue rápido esse tempo
Horas de amar
Nossa hora  de despertar
Wanda Ayala
Enviado por Wanda Ayala em 30/07/2005
Código do texto: T39039

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Wanda Ayala-www.recantodasletras,.uol.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Wanda Ayala
Portugal
425 textos (36692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:49)
Wanda Ayala