Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O INFANTE

Centelha em minha essência o brilho deste olhar
Agora qual um infante perdido na imensidão
Nesta beleza pura e verdadeira de poder amar
E através das fibras óticas ou espirais metálicas
Ouço no teu sussurrar batidas do coração.

Quisera eu ser a essência deste amor tão verdadeiro
Que maltrata este olhar soslaio devastando medo
Acende a fraca luz imersa no tempo de escuridão
“E deixa sangrar no peito uma saudade e um sonho”

Qual pássaro capenga sem penas, que não cai ao chão.
Qual minúscula centelha muda sob este céu risonho
Qual adereço raro, diamante lapidado, a salvo da ruína.
Vem-me, fascina a paz, amor, beleza e serenidade.

R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 01/08/2005
Reeditado em 08/08/2005
Código do texto: T39461
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79563 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:26)
R J Cardoso