Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
MÃE

Como uma flor, sua verdade materna.
Sua verdade rude, de amargo-doce.
Aparência, sua verdade simplificou-se
Numa notável disposição duradoura

Como uma flor, como uma pétala, desatou-se
Nela o íntimo tesouro, o fogo interno
Do amor em que sempre se ardeu
Seu rosto que ora desfaz-se com a idade.

Como uma pétala, como uma rosa, um diamante.
Como uma pluma, como o que é emoção e chora
Sua verdade seca de mulher potente de agora

Isto expõe sua calma aos ouvidos
Num austero protesto de guerra
Uma inabalável afirmação pela vida.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 02/08/2005
Reeditado em 08/08/2005
Código do texto: T39791
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79567 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:13)
R J Cardoso