Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APROXIMA A CHAMA DO ROSTO

 
José António Gonçalves

aproxima a chama do rosto
e sente a luz atravessando a noite
escondida nas escarpas estonteantes
do teu olhar incolor
 
espraia pela tua pele num manto
de penas macias as distâncias da voz
separando-nos do silêncio em braseiro
que nos imola dentro de nós
 
conta-me como os antigos
seguiam nos inesperados dias de chuva
por caminhos íngremes e decidiam jamais
retornar ao cais de partida
 
procura encantar-me com o vento
soprando no velame dessas viagens
como se construíssemos um altar sagrado
para ensaiarmos velhos rituais
 
essa é a aventura imorredoira
desenhada nas fogueiras nos incêndios
para dar corpo a um grande amor
capaz de sobreviver aos cismos ao mar
 
por isso ilumina-te toda com a chama
que se aproxima do teu rosto como um segredo
um relapso de brisa varrendo a alma e tão secreto
que foi eliminado de todos os compêndios
 
assim se te digo amo-te
é principalmente para sentir-te viva
no turbilhão confuso do medo
e ter-te para sempre
por perto
 

JOSÉ ANTÓNIO GONÇALVES
 
(inédito.5.08.04)

JAG
Enviado por JAG em 05/08/2005
Código do texto: T40626
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JAG
Portugal, 62 anos
117 textos (41779 leituras)
4 áudios (187 audições)
1 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:17)
JAG