Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INERTE


lisieux

Deixa-me aqui,
sozinha com meus versos
nos adversos
caminhos da saudade...

Por piedade,
permite-me sonhar
e poetar
minha tristeza pela noite.

Deixa-me o açoite
do vento nos ouvidos
os meus sentidos
embaçados pela dor
e o desamor
da tua tua vil indiferença.

Deixa-me a crença
que rimar conforta
pois só me importa,
relembrar teu beijo...
breve lampejo
nesta noite
              morta.

BH - 07.08.05
lisieux
Enviado por lisieux em 07/08/2005
Código do texto: T41083
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:52)
lisieux