Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS PORTAS SÃO MUDAS

ME SUGOU DEMAIS
PEDIU O MEU CORPO E A MINHA ALMA
DEI TUDO DE MIM
NÃO SEI O QUE EU SERIA SEM O TEU AMOR
SEUS BEIJOS ME DÃO FORÇA
PARA O NOVO AMANHÃ
SUA BOCA PEDE A MINHA
SEUS SEIOS AINDA PEQUENOS
DUROS COMO UMA PÊRA
SUAS MÃOS MACIAS ME ACARICIANDO
COMO EU FOSSE UM PREMATURO
O SEU PRIMEIRO FILHO
BEIJO
AFETO
DESEJO
SEI QUE ME BEIJAS
COMO SE FOSSE
O ÚLTIMO DIA DE NOSSAS VIDAS
MAS TEREMOS MUITOS ANOS
PARA VIVER E AMAR
AS ALMAS SE ENCONTRAM
QUANDO O NOSSO OLHAR É ÚNICO
E OS DESEJOS TAMBÉM
AS PORTAS SÃO MUDAS
SE FALASSEM NINGUÉM
ACREDITARIA
DO NOSSO DESEJOS
OS ESPELHOS SÃO AS PROVAS
DO TESTEMUNHO DE TUDO
ENTÃO EU ESCREVO
FICO MUDO
Milton Nunes Fillho
Enviado por Milton Nunes Fillho em 07/08/2005
Reeditado em 12/09/2005
Código do texto: T41128
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Milton Nunes Fillho
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1141 textos (460504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:48)
Milton Nunes Fillho