Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANTO DOS SILÊNCIOS

Amadas,
num repente, a invernia.
Imagens rememoram
o vento e a chuva.

Num remanso de nuvens,
está Vinicius de Moraes,
poeta, copo na mão,
brindando às nove amadas
do frágil percurso.

O canto brotou nos livros,
luvas mágicas
louvaminhando
nebulosas despedidas.

Talvez tenha vindo pra dizer à vida
que usted también es dulce,
Dom Pablo de Chile,
que o tempo não existe
pras estrelas nuas.

Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 55.
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 08/08/2005
Reeditado em 26/09/2005
Código do texto: T41304
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2581 textos (709619 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:03)
Joaquim Moncks