Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão...Sentida...

Na solidão do espaço onde existo
Que marca a ausência do teu corpo
Sinto a solidão se apoderar de minha alma
Clamo o teu nome em altos brados
E tu não escutas a minha voz sofrida.

Desse coração tão dorido
Tantas vezes por ti ferido
Ainda escuto o som de uma canção
Djavan a cantar Oceano
Falando do amanhecer que nos vivemos
Do deserto em que me deixastes meu amor.

Desta saudade que se fêz minha companheira
Minha amiga de todas as horas
Que fala a mim de tua ausência
E escorre por entre minhas veias
Se espalhando por todo o meu corpo
Corroendo a minha essência.

Ganho asas para ti alcançar neste voô alucinado
Torno-me águia para te caçar em pleno céus
E dizer sempre do teu doce amor
Que para mim se tornou fel
Na solidão do espaço onde existo....

Lx-Pt
19-12-2004
15:43
Wanda Ayala
Enviado por Wanda Ayala em 10/08/2005
Código do texto: T41625

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Wanda Ayala-www.recantodasletras,.uol.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Wanda Ayala
Portugal
425 textos (36703 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:34)
Wanda Ayala