Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARTI SEM OLHAR PARA TRÁS

QUEM SABE A SUA LÍNGUA ESTEJA GELADA
PORQUÊ A SUA ALMA ESTÁ DISTANTE DE MIM?
ESSA DISTÂNCIA QUE PARECE UMA ETERNIDADE
CAMINHEI PELA CIDADE TODA
EM SUA PROCURA
NADA VI
OS JARDINS ESTAVAM SEM AS FLORES
OS PÁSSAROS NÃO CANTAVAM
OS PONTEIROS DO RELÓGIO DA IGREJA PAROU
NO MOMENTO DE NOSSA DESPEDIDA
AS POSTAS ESTÃO FECHADAS
NÃO TIVE CORAGEM PARA VER QUE HORAS ERAM
PARA NÃO MARCAR A HORA CERTA
PARTI SEM OLHAR PARA TRÁS
PARA NÃO SOFRER MAIS UMA VEZ
DUAS VEZES
JÁ PERDI AS CONTAS DE SOFRER
A BUSCA DE UM AMOR
DEIXE EU TE BEIJAR MAIS UMA VEZ
DEIXA
QUEM SABE MUDE DE IDÉIA
DO HOMEM QUE QUER TE FAZER FELIZ
ME DÊ A MÃO
VAMOS CAMINHAR
SEM PERCEBER O TEMPO PASSAR
NÃO VAMOS MAIS SONHAR
AGORA É REALIDADE
VAMOS VER A CHUVA
SEM PERCEBER AS GOTAS ESTEJAM CAINDO
NOSSOS OLHOS NÃO PERCEBEM ISSO
SÓ QUEREM VER
ESSES OLHOS
PARA UM BEIJO
TERMOS UM DESEJO




Milton Nunes Fillho
Enviado por Milton Nunes Fillho em 11/08/2005
Reeditado em 12/09/2005
Código do texto: T42009
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Milton Nunes Fillho
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1141 textos (460473 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:48)
Milton Nunes Fillho