Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Destino

Diga-me amor,
és digno sustento de meu agrado?
És livre, quão destino livre?
Amor, de minha vida,
que vive por mim
e eu ei de viver por ti.

Diga-me palavras honrosas,
carícias pardas,
e buquê de rosas.

Se és sagrado sentimento
que em meu peito vem reinar...
Reine para sempre...
Pois este reino,
só existe, ou existiu
a te esperar.

Beije-me agora,
abraçando-me fortemente.
Diga-me o que quiser...
Mas seja, queira...
No meu reino morar.

Se és tu,
deixo meus pensamentos
em tuas mãos...
Meu coração em sua fronte.
Beije-me mais uma vez...
E abrace-me agora.

Não amo,
ou não amei nada
como agora!
Fábio Aiolfi
Enviado por Fábio Aiolfi em 21/04/2013
Reeditado em 23/06/2013
Código do texto: T4252791
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Aiolfi
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 29 anos
113 textos (66317 leituras)
5 áudios (845 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 20:40)
Fábio Aiolfi