Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ILUSÃOII

Vivemos uma vida que não pedimos a Deus
Vivemos os espinhos que um dia foram pétalas
Vivemos o sabor amargo das desavensas da vida

Vivemos a angústia de um amor acabado
Simplesmente vivemos o que não queremos

A solidão e o desejo de não mais viver
A tristeza de termos nascido no amor
A melancolia de vivermos na dor

Por que perdemos a alegria de sermos criança?
Por que perdemos a nossa inocência?
Por que será essa mutação?

Um dia amamos muito
Outro desejamos morrer
Assim é a nossa vida
Amor, risos...
Dor, solidão...
Alegria, êxtase
Tristeza, melancolia
Sonhos, realização
Desamor, separação

Hoje quando adormeço
Peço a Deus apenas uma coisa
Nunca falta amor em meu coração

Em minhas preces diárias
Entôo um cântico pedindo a Deus
Que tire este peso de mim
Que tire esta amargura de meu coração
Que me livre desta dor e da ilusão
Que faça enxergar o amor
O pouco amor que ainda existe em mim
Que me dê forças
Para reagir a todas as controvérsias da vida
Para amar com mais amor ainda
Para simplesmente amar
Amar a vida que Deus me deu
E não a vida que a Deus não pedi
Amar sem medidas
Sem mágoas
Sem rancor
E sem dor.

13.02.05
17h58
SÃO PAULO SP
Diógenes Davanzo
Enviado por Diógenes Davanzo em 19/08/2005
Código do texto: T43613
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diógenes Davanzo
São Paulo - São Paulo - Brasil
107 textos (6196 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:02)
Diógenes Davanzo