Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0414 - Mudanças


 
Atravessei a última linha do inconsciente,
joguei fora minha agenda, minha caneta,
comprei um pedaço maior de loucura,
vesti um pedaço de coragem e te liguei.
 
Mudei meu jeito de mostrar meus sentimentos,
não peço que me amem, amem e pronto,
saberei construir o maior carinho que existe,
serei violento ao beijar a boca, louco quando partir.
 
Preciso ser mais malcriado, rasgar tua roupa,
assim mesmo, mais comodista e puxar teu corpo,
fazer que caia em tentação, todas as nossas, claro,
amor tem que ser obrigação, então vou me obrigar.
 
Tem mais: fantasias têm que ser as minhas, tudo mesmo,
amizade não quero, tem que ser é amante, amor, paixão,
posso até conversar com teu sexo, ele me entende,
conhecimento temos, eu e ele, tu nem imaginas quanto!
 
Preciso mudar algumas coisas de como era antes,
não te quero totalmente satisfeita, não vou deixar,
preciso ouvir o começo das frases, os pedidos,
isto não quer dizer que vou atender, talvez, se souber pedir...
 
Farei todas as mudanças no mundo que me rodeia,
as pessoas não posso, mas vou tentar ou atentá-las,
quero pôr fim a uma pequena solidão que me foi imposta,
sem medo vou pedir que venhas pra mim, vais pensando.
 
Todas as mudanças nos levam a um sonho maior,
quero ser este sonho, teu sonho, teu não sei o quê, teu,
talvez seja isto que preciso, ousar ter, tomar o que preciso,
o amor faz sofrer, só às vezes, contigo, por ti, eu mudei.
 
19/08/2005

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 19/08/2005
Código do texto: T43715
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116243 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:15)
Caio Lucas