Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Venho d’outra banda...

Perdoe-me chegar assim tão de repente. Não tive a intenção de te assustar. Não se surpreenda com minha presença, sou apenas um  vento a soprar. Venho d’outra banda... de terras distantes e insólitas , deixando em cada passo sangue e memórias... Vim pra este lado... D’antes desconhecido... Com passos imprecisos atravesso o invisível... Venho do lado de lá... Sem abrigo, venho nua... Despida de medos, plena como o luar. E... quanto mais perto chego, sinto que  meus pés vacilam, pois não conheço este lado da aurora... Vim da escuridão... Conheci o desassossego da noite, a inquietude da madrugada... Na brisa dormi meu sono e a névoa me cobriu...  Do lado de lá uma voz...  Sussurros inaudíveis, réus amordaçados. Venho pr’este lado... Entre os dedos trago o sol... que queima e  toca o mar numa doce despedida,  do outro lado a noite espera a vida que ansioso o dia trás. Venho de lá, do outro lado da incerteza... onde a dúvida envenena os dias... pensei ser céu, era argila... matéria bruta nas mãos de um poeta... de palavras me fez prosa, laivos de poesia...  talhou versos em Minh´alma e me sangrou até a morrer de amor...
Rose Sousa
Enviado por Rose Sousa em 14/07/2013
Reeditado em 14/07/2013
Código do texto: T4386055
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rose Sousa
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 41 anos
70 textos (4098 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/06/17 14:53)
Rose Sousa