Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0416 - Chão do céu


 
Não ouço mais nenhuma voz,
meus braços já não te sentem,
teus olhos foram da minha frente,
sem o beijo, meus lábios secaram,
fecho um pouco mais minha vida,
fico no mesmo lugar à espera.
 
Não sei se o céu tem um chão,
perdi-me entre algumas nuvens,
o sonho agora é escuridão,
no espaço ainda vôo sozinho,
vai alto o que desejei,
tão longe que meu coração não alcança.
 
Sei que fizeste planos também,
sei reconhecer uma paixão,
fecho os olhos para ouvir a vida,
não devo sentir amor,
tranco os lábios sem nenhum gosto,
os sentimentos ficaram sem direção.
 
Procuro uma escada que me leve ao céu,
quero pisar firme neste chão,
talvez a luz do sol venha pra dentro
e me mostre outros sentimentos,
quero renascer como um dia,
sei que vai entender, se amo, te amo.
 
Poderia um dia me dar de corpo inteiro,
mas meu céu já não tem chão,
tua ausência levou meus sonhos,
não sou o primeiro amor perdido,
volto para minha noite de sol,
qualquer dia vou em outra direção.
 
22/08/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 22/08/2005
Código do texto: T44274
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:27)
Caio Lucas