Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CORPOS ACESOS

Bendita alegria
que decompomos em mil sóis,
sótãos desmedidos;
que compomos em neurônios
desconexos, sexos, nexos;

que tem marca em nossos
músculos
minúsculos, maiúsculos
místico copo
surto indefinido
– urdido –
alumbramento.

Bendita alegria alegoria
álgida algébrica, onde
a vida é gama e não beta,
nem delta,
o ípsilon fonema no ouvido,
a mordida
– do(í)da –
na orelha, que não é
corpo, copo, canção;
bendita extrema unção
– ávida –
há/vida.

Do livro O SÓTÃO DO MISTÉRIO. Porto Alegre: Sul-Americana, 1992, p. 79.
http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamor/44342
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 22/08/2005
Reeditado em 11/11/2009
Código do texto: T44342
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2581 textos (709752 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:48)
Joaquim Moncks