Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AQUELA MULHER

Não, não olhe para esta pessoa,
Não sou eu que estou aqui agora,
Não olhe para essa mulher que chora,
Deixe-a ao menos aliviar a sua dor.

Ela olha para o mar e se despede,
Do seu canto e do seu grande amor,
Seus passos não acham mais o caminho,
Pois toda a esperança mantida terminou.

Deixe-a assim enterrar seus sonhos,
Em cada passo sem direção alguma,
Deixe-a devolver ao mar a sua sina,
E guardar na alma apenas a poesia..

Pois ela hoje chora por arrependimento,
Por ter seguido apenas o seu coração,
Por ter vivido por tão longo tempo,
Na esperança de conquistar um olhar,
Que destruísse a sua imensa solidão.

Deixe-a então viver toda a dor e a tristeza,
Para que seja esquecido tudo o que sente,
Quem sabe um dia ela possa sorrir novamente,
E perdoar a vida por tudo que tem sofrido.
Quem sabe o destino providencial a reoriente,
E a faça ter mais uma vez , um novo sonho lindo!

25/07/03
Sonia Ferraz
Enviado por Sonia Ferraz em 22/08/2005
Reeditado em 17/07/2016
Código do texto: T44368
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonia Ferraz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
665 textos (37146 leituras)
33 áudios (5813 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:45)
Sonia Ferraz

Site do Escritor