Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Moreno Romeu

Quando teus olhos tão claros pousarem nos meus
Olhos claros são tão raros em Moreno Romeu
Quando tua boca pequena na minha pousar
Poderei então me lembrar, poderei recordar
De todo meu jeito de me dar, bem menina
De que te amar, já está além de ser sina
Quando eu senti sua pele e o sal do seu gosto
A claridade dos teus olhos, a luz do seu rosto
Sei que esta luz chegou a me cegar
Confundir o doce do sal, o cítrico de amar
Assisto a mistura dos nossos beijos e vasto pranto
Entre sua doçura e o amargo, te estranhando tanto
Daí esperei teu partir, meu Moreno Romeu
Alguma parte de mim neste dia morreu
Meu moreno que sempre amei
Que nunca foi meu.

Beth Jardim
Enviado por Beth Jardim em 24/08/2005
Reeditado em 19/01/2010
Código do texto: T44708
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Beth Jardim
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 35 anos
152 textos (17022 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:14)
Beth Jardim