Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEM CALA CONSENTE ?

Diria alguns, que nem sempre,
Mas o silêncio é perigoso,
Diriam todos que externa palavras,
Que por vezes machucam a gente.

Pois quem cala promove,
Duvidas de toda sorte,
Alimenta um sonho,
Na calada da noite,
No decorrer de um desejo,
Na esperança de um beijo,
Quem sabe apenas um sonho.

Quem cala permite,
Que possa ocorrer abandono,
Pois esquece-se no silêncio,
Na busca de outras certezas.

Quem cala esquece,
Que este silêncio é morte,
É fonte da solidão,
E assim fruto de toda sorte.

Quem cala pode ter medo,
E assim expressa sua duvida,
Para que lado seguir,
Onde quero chegar,
E quem sabe se cala,
Por mede de errar.

Quem cala consente,
Que se tome a frente,
Então decide-se sozinho,
Pois o tempo não para,
E assim saímos na vida,
Na busca de outras palavras.


Serei@SP
Sonia Ferraz
Enviado por Sonia Ferraz em 24/08/2005
Reeditado em 28/08/2013
Código do texto: T44729
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonia Ferraz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
665 textos (37146 leituras)
33 áudios (5813 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:24)
Sonia Ferraz

Site do Escritor