Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor perante a vida

Diante tua falsa paz de euforia, me abstenho.
Em meio à revolta da agonia, me contenho.
Poupa-te o rebote da melancolia
e o lamentar na treva e no dia.
Silencia-te, pois a sabedoria
sussurra à alma em poesia:
Angelitude define alegria;
o corolário da benfeitoria.
E bem sei das palmadas da vida,
Cerrada algema em prisão sofrida.
Socorre-te, pois, na investida,
para não mais haver ferida.
Destarte, afirmo que estrada tenho,
Conheço a pedra, caminho ferrenho,
Por que  no amor me mantenho?
Pois o amor em suma é...
o axioma de todo o engenho.
Juliana Pereira
Enviado por Juliana Pereira em 14/11/2013
Código do texto: T4571224
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Juliana Pereira
Bauru - São Paulo - Brasil, 25 anos
64 textos (1386 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 02:53)
Juliana Pereira