Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO OS OLHOS FALAM

QUERO TE ACHAR EM MEUS BRAÇOS
COM AS MINHAS MÃOS TE ENCHERGAR
TE OLHAR COM OS MEUS DEDOS PROFUNDAMENTE E
NO MAIS INTÍMO PODER TE VER, VER
EM CADA TOQUE
EM CADA ACARICIAR

QUERO TE FALAR COM OS MEUS OLHOS
OQUE NÃO CONSIGO DIZER COM AS PALAVRAS
CALANDO A MINHA BOCA
NO MAIS ALTO SILÊNCIO
POSSIBILITANDO EM CADA OLHAR
PODER ASSIM EXPRESSAR
OQUE FICOU OCULTO NESSE MEU CALAR

NO ENTANTO MEU CORPO FOI SOLIDÁRIO COMIGO
ME AJUDANDO NESSE MEU SOFRER
DE NÃO PODER FALAR
DE NÃO PODER DIZER
POR NÃO SABER EXPRESSAR POR VOCÊ
TODO O MEU AMOR
NÃO SEI SE AS PALAVRAS SE PERDERAM
OU SE MINHA BOCA NÃO TEVE CORAGEM DE DECLARAR
SÓ SEI QUE AGORA É POSSIVEL
E JAMAIS IREI ME CALAR
PORQUE OS MEUS OLHOS NÃO SE FECHARÃO
ETERNAMENTE FICARÃO ABERTOS
E ATRAVÉS DE CADA PISCAR ESTARÃO
PRONÚNCIANDO SEMPRE O MEU AMOR
FALANDO SEMPRE QUE EU TE AMO.



2005.
HELIOS TAN
Enviado por HELIOS TAN em 28/08/2005
Reeditado em 28/08/2005
Código do texto: T45853
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HELIOS TAN
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 47 anos
1379 textos (39716 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:16)
HELIOS TAN