Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INQUIETA PROCURA

Na inquieta procura
tentei fazer silêncio,
deste silêncio procurei o fim
Não queria mais sofrer.
Este inverno que
machucava meu coração
quase me transformara em gelo
Amei muito
sim... Amei demais!
Amei todas as horas
Não se passou um segundo
sem que eu não amasse verdadeiramente você
Meu sol nascia em seus olhos
meu mundo era o seu sorriso
meu diamante era o toque
doce de suas mãos
Minha felicidade era tê-lo feliz.
Mas um dia acordei...
Acordei do doce sonho em que vivi
Acordei sozinha,
você não estava aqui
se deixou ir
Apenas seu corpo ficou
um corpo vazio
sem sentimentos
sem nada...
Acabou no silêncio
acabou seu amor
Apenas o abandono
tive que acordar
Acordei sozinha
num forçado despertar
Pedi que voltasse
pedi que retomasse
pedi você
que não me abandonasse
Você não me ouviu
e começou a temporada do desamor
do descaso e do cada um por si
Seus olhos eram gelo
seu sorriso cortava
acabando com o meu
E nesse momento
estávamos destruindo
tudo o que um ao outro prometeu
Agora sem sol e sem amor
tento reconstruir meu caminho
A tempestade passou,
a primavera chegou
as flores
ainda guardam
seu perfume
E um beija-flor
Está voando em minha janela...

23.Setembro.2004
17h49
ITANHAÉM      SP
Míriam Torres
Enviado por Míriam Torres em 30/08/2005
Código do texto: T46180
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Míriam Torres
Itanhaém - São Paulo - Brasil
307 textos (17335 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:47)
Míriam Torres