Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOENTIA SAUDADE

Um beijo foi tudo que sonhei
nada mais, para poder sentir
o sabor de teus lábios, sabor desejado,
amado e tão sonhado mas,
venci a batalha do inevitável.

Venci o amor impossível
que nos envolveu, as horas de segredos,
os espaços pequeninos que
abrigavam nossa aurora.

Venci o desejo constante de
possuí-la em todos os instantes,
os encantos que criei só pra contemplar
o teu sorrir e assim, destrui a idéia
de que nosso sentimento fosse perene.

Venci a derrota, o fracasso da
ingrata mentira e da ficção
vividas em nossos corações.

Venci o maltrato da recordação,
da porta fechada quando de um adeus e a
dor do castigo de uma separação.

Venci as lembranças de
nossas manhãs, dos dias felizes
das cores vivas do arco-íris
existentes em nosso amor.

Venci o vazio da distância tão sofrida,
desse amor ferido, do esquecimento,
das coisas que me acostumei
e do essencial que contigo pratiquei...

Venci tudo enfim, só que até agora
não consegui subjugar a doentia saudade
que tenho de você...

Wil
Enviado por Wil em 30/08/2005
Código do texto: T46313
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2623 textos (84614 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:26)
Wil