Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALVORECER DA PASSARADA


É o cair da tarde! A noite começa a surgir,
As aves em bando, seus ninhos vão ocupar;
Seus cantos méleos, um musical a espargir,
Sinfonia dos plumejados em lindo chilrear.

É noite, está tudo calmo, só a coruja a piar,
Nédios raios lunares clareavam a escuridão,
Volta o sol, já manhã, a passarada a gorjear,
Todos tomavam rumo, indo em toda direção.

Em busca do alimento, seu rebento alimentar,
Este é o diurnal das matas, fato de admiração,
Multímodos cantos que se faziam orquestrar,

Numa gaia ternura, e com grande ostentação,
Tudo recomeçava no mais abundante alvorar;
Cenário ornitológico, Natureza em recreação.

Riva. 056
Rivadávia Leite
Enviado por Rivadávia Leite em 31/08/2005
Código do texto: T46625
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivadávia Leite
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil
222 textos (4401 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:22)
Rivadávia Leite