Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0434 - Olhar


 
O mesmo brilho que vem dos teus olhos,
atravessa a pele, reflete uma estranha luz,
uma força que invade, que me toma os sentidos,
em um desmedido sentimento de posse.
 
Teu olhar é infantil e ao mesmo tempo impuro,
carregado de pedidos, desejos inconfessáveis,
como um segredo que esconde palavras,
grita sem voz, toca sem mãos, beija sem boca.
 
Este brilho vem com a marca de um amor,
teus gestos são de quem está à procura,
guarda dentro da tua luz um fogo igual,
uma chama que não queima, que jamais fere.
 
Nada me separa dos teus brilhos, que venha tua luz,
ilumine-me, ofusque meus velhos sentimentos,
tome-me de amor, dê-me tua ternura, dê-me...
até que os brilhos se misturem e façam amor.
 
02/09/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 02/09/2005
Código do texto: T46957
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116251 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:34)
Caio Lucas