Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esperança não era esperança

 

                           

Esperança...
Ouvi alguém, na rua dizer.
Parei, olhei, meu coração parou.
Esperança não era esperança.
Era uma linda mulher.
A mais linda...
Que meus olhos já viram.
Trazia nos olhos...
Um toque de malicia.
Uma mistura...
De inocência e deboche.
Nos lábios um sorriso franco.
Fazendo-me acreditar.
Que valia a pena conhecê-la.
Comprei flores as mais belas.
Fui ao encontro dela...
Chamei-a por seu nome...
Meu coração fez eco, a minha voz.
Entreguei a ela as flores.
E ganhei o mais belo dos sorrisos.
E a esperança de vê-la novamente.


                          Volnei R. Braga

                             
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 03/09/2005
Código do texto: T47347
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:37)
Volnei Rijo Braga