Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No espelho das águas


Este fim de tarde...
Sentei-me, à beira da praia.
Para esperar, o anoitecer.
E conversar com a lua...
E saber, o que esta acontecendo.
Pois me sinto triste, sem saber porque.
Por isso espero a lua chegar
Na esperança que ela me diga
O que devo fazer no momento.
A lua não chega, esta atrasada.
Começa a esfriar, a onda se aproxima.
Mansamente beija meus pés.
Então, eu vejo a lua que calmamente.
Faz sua aparição, por de traz das dunas.
Sua imagem se reflete, no espelho das águas.
Deixando minha praia mais bela, e convidativa.
Seus raios prateados acariciam meu corpo.
Fazendo-me esquecer, o que vim fazer.
As perguntas eu não fiz, fazer pra que.
Pois foi a lua quem me chamou, para assistir.
Sua beleza a desfilar, na passarela do universo!


                                    Volnei Braga

Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 03/09/2005
Código do texto: T47391
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147464 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:15)
Volnei Rijo Braga